Como regar uma planta de cato

 Como regar uma planta de cato

Timothy Ramirez

Regar os cactos pode ser uma grande luta, e muitos jardineiros acabam por exagerar. Por isso, neste post, vou mostrar-lhe como saber quando precisam de ser regados, e com que frequência o deve fazer para que o faça da forma correcta!

Apesar de serem tolerantes à seca e de pouca manutenção, há uma forma correcta e uma forma incorrecta de regar um cato.

Aprender a fazê-lo corretamente é essencial, pois demasiada humidade pode matá-los rapidamente.

Neste guia, partilho tudo o que precisa de saber sobre como regar um cato. Saiba quando e como, além dos sinais de excesso ou falta de rega.

Requisitos de rega dos cactos

Como certamente já sabe, os cactos não precisam de muita água porque são óptimos a armazená-la nas suas folhas e caules.

De facto, a rega excessiva é o erro número um que os jardineiros cometem.

Demasiado pode levar ao apodrecimento das raízes e a outros problemas. Por isso, é geralmente melhor errar pelo lado da precaução e dar-lhes menos do que mais.

Preparando-me para regar os meus cactos

Quando regar o seu cato

A frequência com que o seu cato precisa de água depende de vários factores, como a época do ano, a temperatura, a exposição à luz e muito mais.

Por isso, nunca recomendo que o faça num horário fixo, pois o cumprimento de um calendário regular é uma causa comum de excesso de rega.

Em vez disso, deve adquirir o hábito de verificar o solo para determinar a altura certa.

Verificar se o meu cato precisa de água

Como posso saber se o meu cato precisa de água?

A melhor maneira de verificar se o seu cato precisa de água é usar um medidor de humidade barato ou pelo toque. O solo deve estar completamente seco antes de adicionar mais.

Se o medidor estiver seco (a 1 na escala), ou se não sentir qualquer humidade quando enfiar o dedo pelo menos 2", então está na altura de beber.

As almofadas ou o barril podem começar a parecer murchos ou enrugados, e a sentir-se macios ao toque quando estão desidratados.

Por isso, a verificação do nível de humidade do solo deve ser sempre o indicador número um para saber quando está na altura de regar.

A sonda do medidor de humidade mostra que o cato está seco

Com que frequência se deve regar um cato?

A frequência com que se rega um cato depende de muitos factores: se está no interior ou no exterior, as diferentes estações do ano, o seu clima, o tamanho e a variedade, todos afectam a quantidade de que necessita.

Os cactos mais pequenos secam mais rapidamente do que os maiores. As plantas maduras podem passar alguns meses ou mais sem precisar de beber, enquanto as mais pequenas precisam de beber mais vezes.

A perda de humidade é mais rápida em vasos ao ar livre, especialmente sob sol direto. A chuva ocasional é muitas vezes suficiente para as plantas plantadas no solo.

Também precisam de mais durante os meses mais quentes e menos durante as estações frias.

Com que frequência se deve regar os cactos no verão

O calor, o sol intenso e o crescimento ativo significam que a maioria dos cactos precisa de ser regada com mais frequência durante o verão.

As plantas mais pequenas precisam de ser regadas com mais frequência, mas as maiores também precisam de humidade adicional durante o verão.

A melhor abordagem é verificar o solo uma vez por semana durante os meses de primavera e verão para determinar quando é altura de o fazer.

Quanto é que se deve regar um cato no inverno?

O inverno é um período de repouso ou semi-dormência para muitos cactos, pelo que não precisam de ser regados com tanta frequência.

Durante os meses mais frios, é normal que os exemplares mais pequenos passem várias semanas sem precisar de beber. Os exemplares maiores podem muitas vezes passar todo o inverno sem qualquer humidade adicional.

Para evitar o excesso de rega, deixe-as secar mais e utilize sempre um medidor de humidade ou o seu dedo para verificar o solo.

Excesso de água a escorrer depois de regar o meu cato

De quanta água precisa um cato?

É difícil quantificar a quantidade exacta de água que o seu cato vai precisar, mas é sempre melhor usar menos do que exagerar.

Uma boa abordagem é regar profundamente depois de o meio ter secado completamente.

Passe-o pelo recipiente até que a terra esteja molhada, mas não encharcada ou saturada. Certifique-se de que deixa escorrer todo o excesso pelos orifícios do fundo e nunca deixe o vaso encharcado.

Sintomas de rega excessiva

A rega excessiva de um cato provoca o apodrecimento das raízes, o que pode matar rapidamente a sua planta. Há muitos sinais a que se deve estar atento que indicam que o cato já bebeu demais.

  • Folhas, almofadas, coroa ou barril excessivamente gordos
  • Crescimento repentino, rápido ou irregular
  • Alterações de cor, como amarelecimento ou acastanhamento
  • Manchas castanhas ou pretas
  • Folha, almofada ou gota da lombada
  • Raízes ou caules podres e encharcados
  • A planta está a murchar

Se o seu começou a apresentar algum destes sintomas, aprenda aqui como o salvar do apodrecimento.

Manchas de podridão num cato demasiado regado

Sintomas de rega insuficiente

Acredite ou não, é realmente possível sob Os cactos começam a dar sinais de sede se ficarem muito tempo secos.

Veja também: Como cuidar de uma planta de orquídea

Esteja atento a estes indicadores comuns, mas tenha cuidado porque muitos deles são também sinais de excesso de rega, que é um problema muito mais comum.

  • Folhas, almofadas ou canudos enrugados ou murchos
  • Coloração baça ou desbotada
  • Manchas secas ou quebradiças
  • Crescimento atrofiado
  • Solo completamente afastado do vaso
  • Planta a ficar castanha

Como regar um cato

Existem duas abordagens que pode adotar quando rega um cato - a partir de cima ou de baixo. Discuti os prós e os contras de ambas aqui.

Regar um cato a partir do topo

Regar um cato a partir do topo é o melhor método e o que eu recomendo. É uma boa maneira de garantir que não se exagera.

Deite-o lentamente sobre o meio de envasamento, de modo a humedecê-lo de forma uniforme e completa. Não o deite sobre a parte superior da planta, porque se ficar lá muito tempo, pode causar manchas negras ou o apodrecimento das pontas.

Quando começar a escorrer do fundo da panela, já adicionou o suficiente. Deite fora o que escorrer e nunca o deixe de molho.

Regar cactos a partir do topo

Rega de fundo de um cato

Embora a rega de fundo seja possível para os cactos, não a recomendo. O risco de rega excessiva é muito maior, porque não se pode saber quanto foi absorvido pelo torrão.

Só o farei se a planta estiver muito desidratada e se a terra não absorver a humidade quando a deitar por cima.

Não se esqueça de deixar de molho apenas o tempo suficiente para que o meio fique húmido até meio, e nunca até ficar encharcado. Utilize esta técnica com muita cautela.

Perguntas frequentes

Aqui respondi a algumas das perguntas mais frequentes sobre como regar uma planta de cato. Se a sua não estiver na lista, acrescente-a na secção de comentários abaixo.

Devo pulverizar o meu cato com água?

Não, nunca é uma boa ideia borrifar um cato com água. Eles têm necessidades muito baixas de humidade e a humidade deixada sobre eles pode causar apodrecimento e outras doenças.

Rega-se os cactos a partir de cima ou de baixo?

Tecnicamente, é possível regar um cato por cima ou por baixo, mas eu recomendo a rega por cima porque é mais controlada e é menos provável que se exagere.

Com que frequência devo regar o meu pequeno cato?

Não existe um calendário para a frequência com que se deve regar um cato pequeno, mas estes tendem a secar mais rapidamente do que os maiores, por isso verifique semanalmente e humedeça o solo apenas quando estiver seco.

Com estas dicas sobre como regar um cato, até um principiante pode facilmente aprender a mantê-lo saudável e próspero. sob rega, e estará pronto para ir.

Se quer aprender tudo o que há para saber sobre a manutenção de plantas de interior saudáveis, então precisa do meu eBook sobre Cuidados com as Plantas de Interior, que lhe mostrará tudo o que precisa de saber sobre como manter todas as plantas da sua casa a prosperar. Descarregue a sua cópia agora!

Veja também: Como Plantar e Ampliar; Cultivar Rabanetes a partir de Sementes

Mais informações sobre a rega de plantas

    Partilhe as suas dicas sobre como regar um cato na secção de comentários abaixo.

    Timothy Ramirez

    Jeremy Cruz é um ávido jardineiro, horticultor e o talentoso autor por trás do popular blog Get Busy Gardening - DIY Gardening For The Beginner. Com mais de uma década de experiência no campo, Jeremy aperfeiçoou suas habilidades e conhecimentos para se tornar uma voz confiável na comunidade de jardinagem.Crescendo em uma fazenda, Jeremy desenvolveu um profundo apreço pela natureza e um fascínio pelas plantas desde tenra idade. Isso gerou uma paixão que acabou levando-o a se formar em Horticultura em uma universidade de prestígio. Ao longo de sua jornada acadêmica, Jeremy adquiriu uma sólida compreensão de várias técnicas de jardinagem, princípios de cuidado com as plantas e práticas sustentáveis ​​que agora compartilha com seus leitores.Depois de concluir sua educação, Jeremy embarcou em uma carreira gratificante como horticultor profissional, trabalhando em renomados jardins botânicos e empresas de paisagismo. Essa experiência prática o expôs a uma gama diversificada de plantas e desafios de jardinagem, o que enriqueceu ainda mais sua compreensão do ofício.Motivado por seu desejo de desmistificar a jardinagem e torná-la acessível aos iniciantes, Jeremy criou Get Busy Gardening. O blog serve como um recurso abrangente repleto de conselhos práticos, guias passo a passo e dicas valiosas para quem está iniciando sua jornada de jardinagem. O estilo de escrita de Jeremy é altamente envolvente e relacionável, tornando complexoconceitos fáceis de entender mesmo para aqueles sem qualquer experiência anterior.Com seu comportamento amigável e paixão genuína por compartilhar seu conhecimento, Jeremy conquistou seguidores leais de entusiastas da jardinagem que confiam em sua experiência. Por meio de seu blog, ele inspirou inúmeras pessoas a se reconectar com a natureza, cultivar seus próprios espaços verdes e experimentar a alegria e a satisfação que a jardinagem traz.Quando ele não está cuidando de seu próprio jardim ou escrevendo postagens de blog cativantes, Jeremy pode frequentemente ser encontrado liderando workshops e falando em conferências de jardinagem, onde ele transmite sua sabedoria e interage com outros amantes de plantas. Quer ele esteja ensinando iniciantes a semear suas primeiras sementes ou aconselhando jardineiros experientes sobre técnicas avançadas, a dedicação de Jeremy em educar e capacitar a comunidade de jardineiros brilha em todos os aspectos de seu trabalho.