Como & Quando transplantar mudas para o seu jardim (tudo o que precisa de saber)

 Como & Quando transplantar mudas para o seu jardim (tudo o que precisa de saber)

Timothy Ramirez

O transplante de mudas para o jardim é emocionante, mas para que elas sobrevivam à transição, é preciso fazê-lo da maneira certa e no momento certo. Portanto, neste post, mostrarei exatamente quando e como transplantar suas mudas.

O clima da primavera é imprevisível e pode ser difícil saber quando é seguro transplantar as plântulas para o jardim.

Se o fizer demasiado cedo, ficará frustrado se uma geada tardia matar todo o seu trabalho árduo e tiver de replantar tudo.

Passou todo esse tempo a cuidar das suas plântulas dentro de casa, por isso não vai querer que elas morram assim que as plantar no exterior, pois não?

Não se preocupe, vou facilitar-lhe a tarefa. A seguir, indicar-lhe-ei a melhor altura para transplantar as plântulas e mostrar-lhe-ei exatamente como o fazer, passo a passo.

Preparar o transplante de mudas para o seu jardim

Mas espere um segundo... Antes de falarmos sobre quando transplantar as mudas para o jardim, quero ter a certeza de que as preparou adequadamente para a grande mudança.

Não pode tirá-los da sua casa quente e acolhedora e colocá-los diretamente no jardim, pois isso seria provavelmente desastroso.

Em vez disso, é necessário endurecê-las primeiro para as preparar para a vida no exterior. Faça o que fizer, não salte este passo!

Endurecimento das plantas antes de as transplantar

Quando transplantar as mudas

A data exacta para transplantar as plântulas para o exterior depende de alguns factores: o local onde vive, a consistência do solo e o tipo de plantas que tem.

Como determinar o momento exato

Para acertar o momento certo, a primeira coisa que precisa de saber é a data média da última geada. Se não souber qual é esse dia na sua zona, consulte um centro de jardinagem local.

Subtraia duas semanas a essa data, e é nessa altura que pode plantar as sementes resistentes ao frio. Depois, em média, deve esperar até duas semanas após essa data para transplantar as suas plântulas não resistentes.

Mas, como se trata apenas de uma média, há anos em que a geada ocorre mais tarde do que essa data. Por isso, utilize estes números como uma medida aproximada.

É sempre melhor esperar uma ou duas semanas, em vez de plantar mudas que gostam de calor demasiado cedo.

Tabuleiro de plântulas suficientemente grandes para serem transplantadas

Certificar-se de que o solo está pronto

Já deve ter ouvido dizer que deve esperar até que o solo esteja trabalhável antes de transplantar as mudas para o seu jardim, mas o que é que isso significa?

O solo é trabalhável quando está completamente descongelado e já não está saturado com a água da neve derretida.

Nunca se deve tentar trabalhar a terra quando esta estiver pastosa ou pegajosa, devendo estar húmida e fofa.

É fácil verificar se está pronto: basta pegar numa mão cheia de terra e tentar fazer uma bola com ela no punho.

Se se desfizer em vez de se colar numa bola, então está pronto a ser trabalhado. Se se colar, espere alguns dias e verifique-o novamente. Os solos arenosos secam muito mais depressa do que os argilosos.

Espere pelo melhor tempo para transplantar as mudas

Isto pode ser uma surpresa, mas o clima é um fator importante para decidir a melhor altura para transplantar as mudas para o seu jardim.

Idealmente, deve optar por fazê-lo num dia nublado com previsão de chuva fraca. Evite dias quentes, ensolarados ou secos, pois isso pode aumentar o risco de choque de transplante.

Se não houver nuvens à vista, planeie fazê-lo de manhã cedo ou ao fim da tarde, evitando assim o pico do sol quente da tarde.

Terminei de transplantar as minhas mudas para o jardim

Como transplantar mudas (passo a passo)

Quando apanhar o jeito, verá que os passos para transplantar as plântulas são muito fáceis. Para ter a certeza de que está a fazê-lo da forma correcta, basta seguir estas instruções.

Etapa 1: Afastar a cobertura vegetal - Se tiver cobertura vegetal no seu jardim, afaste-a para deixar espaço suficiente para plantar cada muda.

Veja também: Flores de abóbora femininas e masculinas: como saber a diferença

Não é necessário retirar toda a cobertura vegetal do canteiro, pois isso daria muito trabalho! Basta retirá-la no local onde pretende colocar cada muda.

A cobertura vegetal é retirada antes da plantação de uma plântula

Passo 2: Cavar um buraco raso Faça os buracos de plantação com o dobro da largura e da profundidade do recipiente ou da célula vegetal.

Adicione primeiro ao buraco um pouco de fertilizante orgânico granulado, composto e/ou minhocas, o que ajudará as suas mudas recém-plantadas a estabelecerem-se mais rapidamente e a crescerem mais fortes.

Etapa 3: Retirar as plântulas do tabuleiro - Tenha muito cuidado: nunca as puxe nem as agarre diretamente, ou poderá partir os seus delicados caules.

Em vez disso, deslize-as cuidadosamente para fora do recipiente, segurando apenas a raiz.

Para o fazer, vire-os ao contrário e coloque os dedos de cada lado do caule. Em seguida, belisque ou aperte o fundo do recipiente até que este fique suficientemente solto para se soltar facilmente.

Forma incorrecta de segurar as plântulas durante o transplante

Passo 4: Plantar a plântula - Se as raízes estiverem completamente presas ao vaso, pode separá-las suavemente para as soltar um pouco. Mas tenha cuidado, porque algumas plantas detestam que as suas raízes sejam perturbadas.

Coloque os seus arranques no buraco à mesma profundidade a que estavam no recipiente. Encha o buraco com terra, conforme necessário, para que não fiquem demasiado fundo.

Passo 5: Preencher o buraco - Centrar o torrão no buraco e encher o resto do buraco para cobrir completamente todas as raízes.

Em seguida, embale-o suavemente para garantir que a plântula não se assente demasiado fundo no solo após o transplante.

Passo 6: Regar o seu jardim - Utilizando a configuração mais baixa da sua mangueira de jardim, regue cada plântula profundamente, o que ajudará a minimizar o risco de choque grave.

Pequena plântula plantada no solo

Perguntas frequentes

A seguir, responderei a algumas das perguntas mais comuns que recebo sobre o transplante de mudas. Se a sua pergunta não for respondida aqui, faça-a nos comentários abaixo.

O que acontece se as mudas forem transplantadas demasiado cedo?

Se forem transplantadas demasiado cedo, as plântulas correm um risco muito maior de morrer devido a uma vaga de frio no final da primavera. Mesmo as plantas resistentes morrerão provavelmente se a temperatura descer abaixo de zero durante qualquer período de tempo.

Sei que pode ser difícil, mas esperar um pouco mais é sempre a aposta mais segura. Se acidentalmente as plantar demasiado cedo, proteja-as nas noites frias com coberturas de fileiras, uma lona para plantas ou um cobertor de geada.

Que tamanho devem ter as plântulas antes de serem transplantadas?

Idealmente, antes de serem transplantadas, as mudas devem ter pelo menos o dobro da altura de seus tabuleiros iniciais. Portanto, isso seria cerca de 3-4 ″ de altura.

No entanto, já plantei no meu jardim plantas tão pequenas como 1″ de altura sem problemas. Mas, quanto maiores forem, mais fácil será para si.

Como é que se transplantam pequenas plântulas?

É preferível não transplantar as plântulas quando ainda são pequenas, mas esperar até que tenham pelo menos o dobro da altura do tabuleiro.

Depois, no próximo ano, inicie-as mais cedo para que tenham tempo de crescer o suficiente antes de irem para a rua.

O transplante de mudas para o seu jardim pode ser uma coisa assustadora, mas desde que siga as dicas e os passos acima, terá o maior sucesso.

Se é novo na jardinagem e quer aprender exatamente como cultivar qualquer tipo de sementes que deseje, então faça o meu curso online de arranque de sementes! É um curso maravilhoso e totalmente abrangente que pode frequentar em qualquer altura, a partir de qualquer lugar e ao seu próprio ritmo. Inscreva-se e comece hoje mesmo!

Caso contrário, se precisar apenas de uma pequena atualização, então o meu livro eletrónico Starting Seeds Indoors é o guia de início rápido de que precisa.

Mais mensagens sobre mudas

    Partilhe as suas dicas sobre o transplante de plântulas para o jardim na secção de comentários abaixo.

    Veja também: Quanta luz solar recebe o meu jardim - O melhor guia de exposição solar

    Timothy Ramirez

    Jeremy Cruz é um ávido jardineiro, horticultor e o talentoso autor por trás do popular blog Get Busy Gardening - DIY Gardening For The Beginner. Com mais de uma década de experiência no campo, Jeremy aperfeiçoou suas habilidades e conhecimentos para se tornar uma voz confiável na comunidade de jardinagem.Crescendo em uma fazenda, Jeremy desenvolveu um profundo apreço pela natureza e um fascínio pelas plantas desde tenra idade. Isso gerou uma paixão que acabou levando-o a se formar em Horticultura em uma universidade de prestígio. Ao longo de sua jornada acadêmica, Jeremy adquiriu uma sólida compreensão de várias técnicas de jardinagem, princípios de cuidado com as plantas e práticas sustentáveis ​​que agora compartilha com seus leitores.Depois de concluir sua educação, Jeremy embarcou em uma carreira gratificante como horticultor profissional, trabalhando em renomados jardins botânicos e empresas de paisagismo. Essa experiência prática o expôs a uma gama diversificada de plantas e desafios de jardinagem, o que enriqueceu ainda mais sua compreensão do ofício.Motivado por seu desejo de desmistificar a jardinagem e torná-la acessível aos iniciantes, Jeremy criou Get Busy Gardening. O blog serve como um recurso abrangente repleto de conselhos práticos, guias passo a passo e dicas valiosas para quem está iniciando sua jornada de jardinagem. O estilo de escrita de Jeremy é altamente envolvente e relacionável, tornando complexoconceitos fáceis de entender mesmo para aqueles sem qualquer experiência anterior.Com seu comportamento amigável e paixão genuína por compartilhar seu conhecimento, Jeremy conquistou seguidores leais de entusiastas da jardinagem que confiam em sua experiência. Por meio de seu blog, ele inspirou inúmeras pessoas a se reconectar com a natureza, cultivar seus próprios espaços verdes e experimentar a alegria e a satisfação que a jardinagem traz.Quando ele não está cuidando de seu próprio jardim ou escrevendo postagens de blog cativantes, Jeremy pode frequentemente ser encontrado liderando workshops e falando em conferências de jardinagem, onde ele transmite sua sabedoria e interage com outros amantes de plantas. Quer ele esteja ensinando iniciantes a semear suas primeiras sementes ou aconselhando jardineiros experientes sobre técnicas avançadas, a dedicação de Jeremy em educar e capacitar a comunidade de jardineiros brilha em todos os aspectos de seu trabalho.